O que Você Precisa saber sobre Refinanciamento de Veículos

Já ouviu falar em refinanciamento de veículos? É um tipo de empréstimo no qual você pega um valor de crédito e dá o seu carro como garantia. Pensando assim, parece até arriscado, e realmente pode virar uma situação de risco, caso a negociação feita com o banco não seja cumprida da forma correta.

​Foi pensando nisso que nós fizemos um texto especialmente para tirar as principais dúvidas que acabam surgindo sobre o assunto. Confira na nossa postagem de hoje 5 coisas que você precisa saber sobre refinanciamento de veículos:

1. A avaliação do seu crédito é feita sob o valor do seu carro​

Quanto mais novo e caro for o seu carro, maior será a chance de você conseguir um bom valor de crédito, podendo chegar até a metade do valor total.

Essa avaliação é feita sob os valores da tabela Fipe – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. O refinanciamento de veículos possui um limite como todos os empréstimos e permite que você comprometa a sua renda até 35%.

2. O Veículo precisa estar no seu nome​

Uma coisa que sempre deixa dúvidas nas pessoas que pretendem fazer refinanciamento de veículos é a documentação do veículo e sim, ele precisa estar no seu nome, pois somente o dono do carro que pode responder pelas responsabilidades do empréstimo que inclui, no pior dos casos, a permissão do banco ficar com o carro, caso o valor do crédito não seja quitado.

refinanciamento veiculo

3. O Nome limpo continua sendo importante.

Alguns dizem por aí, que é possível conseguir esse tipo de empréstimo com o nome sujo, contudo não explicam que é mais difícil, pois a documentação a ser comprovada é maior.

E se o seu veículo estiver em bom estado, com os documentos em dia e novo, pode até ser que um banco ou instituição financeira aprove o seu crédito, mas os juros vão lá em cima somente pelo fato do nome estar sujo, portanto o nome limpo é muito importante.

4. Os Juros do refinanciamento de veículos são mais baixos

E falando em juros, outra questão importante para você saber é que no refinanciamento eles são mais baixos. Isso acontece pelo fato do banco já ter como garantia o seu veículo, você não pague a ele o valor do crédito oferecido.

Portanto, para saber se esse tipo de empréstimo vale a pena para você ou não: faça uma simulação com a instituição financeira ou banco que deseja pedir o crédito.

Sempre batemos nessa tecla aqui, mas não existe outra forma de evitar erros e situações precipitadas que envolvam empréstimos e dinheiro sem fazer uma simulação antes, é nela que você sabe o valor de taxas de juros, quanto irá pagar mensalmente pelo empréstimo, em quanto tempo, e observar se ele é viável a sua necessidade.

O empréstimo pode ser um bom caminho, desde que seja uma decisão bem pensada

decisão

5. O carro continua no seu nome, mesmo com o empréstimo.

Durante o empréstimo, o carro continua no seu nome e não no do banco, o que é feito é dar o veículo como garantia, isso não significa que ele deixou de ser seu, é apenas uma segurança ao banco, caso haja dificuldades para pagar a dívida.

Os bancos não querem o seu carro, o que eles querem é sempre ter a certeza de como vão receber e por isso, várias instituições financeiras fazem o possível para entrar em um acordo que seja possível de ser quitado, inclusive no caso do refinanciamento de veículos.

Outras Informações Importantes

  • Os documentos para refinanciamento pedidos são: RG, CPF, Certidão de casamento (ou de divórcio), comprovante de residência e documentação do veículo como CRV- Certificado de Registro do Veículo e CNH- a Carteira Nacional de Habilitação.
  • Não há uma taxa de juros fixa, ela pode sofrer reajuste todos os anos e pode ser cotada de acordo com o modelo e ano do veículo

Fonte fotos: Mundo das tribos/ Dinheirama/ Sindihosp

Tesoure

Click Here to Leave a Comment Below

Leave a Comment: