O que você precisa saber sobre Empréstimo Pessoal

Confira algumas dicas que podem fazer a diferença na hora de um adquirir ou não um empréstimo.

Para quem deseja comprar um carro, a casa dos sonhos, ou até mesmo deixar as contas em dia, acaba optando pelo empréstimo pessoal, mas nem sempre sabe analisar quando pedir um empréstimo, as taxas de juros e os fatores envolvidos na concessão dele.

As promessas que vemos nas propagandas de empréstimo pessoal são atrativas, mas também podem levar uma pessoa à irritação e ao estresse, quando não se pensa na proposta por partes.

​Você está precisando de um empréstimo e está na dúvida? Veja as dicas que podem ajudar você a fazer empréstimo pessoal, sem estresse e não caia no temido endividamento crônico.

Reflita o motivo antes de pedir um empréstimo pessoal

Antes de fazer um empréstimo pessoal, reflita o motivo que está levando você a pedir esse dinheiro para o banco, afinal esse ano não está fácil para a economia do país.

Devido aos resquícios de uma economia um tanto complicada em 2014, alta do dólar, inflação, entre outras questões, 2015 está passando por processos econômicos ruins, com o aumento de impostos, encarecimento de produtos e serviços em vários setores, incluindo a elevação das taxas para empréstimos pessoais.

Segundo pesquisa divulgada pelo PROCON-SP, alguns dos bancos mais importantes do país aumentaram as suas taxas para empréstimo pessoal em torno de 6,02%, um número que é elevado e pode fazer com que uma pessoa se embaralhe durante o mês, portanto é importante refletir se o dinheiro do empréstimo pessoal é preciso, nesse momento.

Procure fazer um planejamento financeiro

Caso você realmente precise do empréstimo pessoal, faça um planejamento financeiro, antes de tudo.

Coloque no papel todos os seus gastos mensais e não exclua nada, nem o dinheiro que você costuma separar para o seu lazer.

Veja o valor exato da dívida que está deixando o seu orçamento apertado, pesquise bem as taxas dos bancos possíveis e simule um valor de empréstimo pessoal que você possa pagar ao mês.

O aplicativo “Calculadora do Cidadão”, desenvolvido pelo Banco Central do Brasil, pode auxiliá-lo na simulação de seu empréstimo pessoal e em cálculos financeiros diversos para você organizar as suas contas.

O app é gratuito e disponibilizado tanto para sistema iOS, quanto para Android, e pode ser baixado aqui.

Prepare uma boa proposta

Poucos sabem disso, mas você pode oferecer uma proposta ao gerente do banco escolhido para fazer o seu empréstimo pessoal, de acordo com a sua renda mensal.

Quando você vai ao banco, no intuito de fazer um empréstimo pessoal, ele sempre terá uma contraproposta feita, contudo, se você preparar uma boa proposta, que diga objetivamente o quanto precisa e pode pagar, o gerente poderá auxiliá-lo.

Não são todos os bancos que apresentam esse diálogo, mas você pode tentar, há alguns deles que preferem captar um cliente do que deixá-lo ir embora, mas claro, querem um cliente que não esteja inadimplente e possa pagar o seu empréstimo pessoal, mesmo que seja um valor baixo.

Tenha foco na hora de utilizar o dinheiro

Como já frisamos em nossas dicas, conseguir um empréstimo pessoal está difícil, mas não impossível, e caso você consiga, valorize-o.

Tenha foco e utilize o dinheiro no que realmente necessita ou no que planejou, afinal o dinheiro vai embora de uma forma muito rápida, e quando não se foca nas dívidas, há um prejuízo que, quando não é evitado, vira uma verdadeira “bola de neve” na sua vida financeira.

Entendendo a reprovação do empréstimo pessoal

Não se sabe ao certo quantos sistemas os bancos usam para avaliar as muitas propostas de empréstimos que eles recebem diariamente, aliás vários bancos não dizem em detalhes o motivo das suas reprovações, devido às questões sigilosas para avaliação, de cada um deles.

Algumas informações que os bancos recebem dos clientes são feitas pelo score, um método que informa estatísticas das contas do consumidor e ajuda o banco a analisar quem honrará ou não o pagamento do empréstimo pessoal.

Se você está inadimplente - ou esteve em algum momento, costuma atrasar pagamentos de contas básicas, entre outras coisas, o banco poderá optar por não conceder o seu empréstimo pessoal.

E se eu não conseguir meu empréstimo?

Se o seu empréstimo pessoal não der certo, procure colocar a cabeça no lugar e buscar outras formas de economizar para limpar o nome ou realizar o seu sonho.

​Economize em coisas que não são necessárias, e se estiver devendo, procure fazer um acordo em um valor mais baixo, diretamente com a empresa que você deve.

​O que você não pode é ficar com estresse, afinal preocupação excessiva gerar outra dívida: gasto de dinheiro com médicos e remédios, e ninguém é a fim disso, portanto, procure se acalmar, se não foi o empréstimo pessoal que salvou o seu orçamento mensal, haverá uma outra alternativa.

Você também sempre pode tentar fazer um empréstimo por outro banco/financeira.​